Há duas formas para viver a vida: uma é acreditar que não existe milagre... a outra é acreditar que todas as coisas são um milagre!

Albert Einstein.


sábado, 18 de fevereiro de 2012

Projeto: "Apaixonados pelo mundo lúdico da Leitura e da Escrita".





Escola Municipal Luciene de Matos Ferreira







PROJETO:
“APAIXONADOS PELO MUNDO LÚDICO DA LEITURA E DA ESCRITA”








BARRA DE SÃO FRANCISCO – ES
2012



1- IDENTIFICAÇÃO:
Escola Municipal Luciene de Matos Ferreira. Situada à Rod. B.S.Fcº x Ecoporanga, km 03, Vila Luciene Barra de São Francisco ES- Tel:(27) 3756-1226.
Responsável: Jacqueline Rodrigues de Souza – Fone (27) 3756-4602/9909-4989
Email:jaquelinersv@hotmail.com/  Blog: http://tiajacque.blogspot.com/



1.1. EIXO: Linguagem, Conhecimento Linguístico, Cultura, Sociedade E Educação.
1.2. ATIVIDADES: Leitura e produção de poesias e poemas.
1.3. PÚBLICO ALVO: 1º ao 5º Ano das Séries Iniciais do Ensino Fundamental.
1.4.TEMPO PREVISTO: O projeto será trabalhado todo o ano letivo, porém com temas diferentes a cada trimestre.

1.5.  1º TRIMESTRE: Poemas e Poesias
1.6.  2º TRIMESTRE: Lendas, fábulas e histórias infantis.
1.7.  3º TRIMESTRE: Parlendas, trava-línguas e adivinhações.

1.8. PESSOAL ENVOLVIDO: Professores, alunos, professor de suporte pedagógico a docência, Diretor, coordenadores de turno.
2. APRESENTAÇÃO:

A proposta deste projeto foi atender as séries iniciais do Ensino Fundamental do 1º ao 5º Ano da Escola Municipal Luciene de Matos Ferreira. Neste projeto a criança irá apreciar, se deliciar e se surpreender com as atividades aqui sugeridas, compreendendo que a leitura, a escrita abrem caminhos para a conscientização de que a leitura faz parte de uma bagagem necessária para se escrever bem, comunicar-se bem e viver bem em uma sociedade alfabetizada.

3. JUSTIFICATIVA:

È notório salientar que uma das principais deficiências dos alunos esta na sua competência de leitor e de escritor. Para se combater essa deficiência se faz necessário proporcionar um ambiente favorável para a formação de um leitor competente.
Pode-se afirmar que a leitura e a escrita são processos complexos e devem ser bem estruturados, pois a partir deles serão bem alicerçados as demais aquisições de conhecimento.
Partindo dessa concepção da importância da leitura e da escrita, este projeto objetiva procurar mecanismos e incentivos, atividades e sugestões para que se formalizem hábitos de leitura espontâneos e prazerosos.
Para reafirmar esta concepção nos inspiramos no pensamento de Paulo Freire que assim diz “A leitura não reside tão somente na leitura de um livro, mas em ler a vida e saber do mundo”.


4.OBJETIVO GERAL DO PROJETO:
Ø  Fomentar e incentivar o gosto e a prática da leitura e da escrita de forma prazerosa e lúdica.
5. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Ø  Diferentes propósitos de leitura.
Ø  Linguagem escrita e produção de texto.
Ø  Produção de texto oral com destino escrito.
Ø  Características de diferentes gêneros literários.
1º TRIMESTRE:
Poemas e Poesias
Apresentação:
A leitura de poesias e de poemas para as crianças se transforma em uma atividade lúdica. Os poemas e as poesias devem despertar nos alunos o interesse pela produção de textos, oportunizando na escola o surgimento de artistas escritores e poetas que acreditamos ter em cada um de nós.
Diferença entre Poemas e Poesias:
Poesia: Caráter do que emociona, toca a sensibilidade. Sugerir emoções por meio de uma linguagem.
Poema: é definido como: "obra em verso ou não em que há poesia".
Ou seja: quando falamos em poesia, estamos falando de uma arte e, quando falamos em poema, estamos nos referindo a um texto concreto.

OBJETIVO GERAL: Familiarizar o aluno com a linguagem poética, com a poesia e os poemas incentivando para que ele sinta prazer em ler, ouvir e criar poemas e poesias.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Ø  Desenvolver hábitos de leitura pelo prazer de ler;
Ø  Conhecer e diferenciar poemas de poesias;
Ø  Produzir seus próprios textos a partir de poemas e poesias lidos em sala de aula;
Ø  Promover a imaginação criativa;
Ø  Desenvolver hábitos de ouvir e apreciar poemas e poesias;
Ø  Tornar a aula de leitura um momento de interação e de novidades.

ESTRATEGIAS:

Ø Conversa informal e dirigida sobre os conceitos de poesias e poemas, ouvindo o conceito de cada aluno;
Ø Roda de leitura;
Ø Visitas a biblioteca;
Ø Organizar o cantinho da leitura em sala de aula;
Ø Produção de poemas e poesias;
Ø Concurso da melhor poesia para o dia das mães;
Ø Elaboração de mural com exposição das produções de poemas e poesias        ( cada turma terá a sua semana de apresentação deste mural);
Ø Conhecer a biografia dos autores das poesias e poemas;
Ø Cartazes coletivos;
Ø Leitura e Declamação de poemas e poesias;
Ø Varal de poesias na sala para que o aluno escolha qual quer ler;
Ø Produção de um livro de poesias.
Ø  Jogos de disputa de equipes com tarefas simples.Ex: a equipe que conseguir em 1 minuto o maior número de palavras que rimem com a palavra “coração” marcará ponto.
Ø Organizar roda de leitura para que os alunos expressem os sentimentos que aparecem no texto durante a leitura, como medo, alegria, espanto, tristeza e humor.
Ø Conversar com a turma sobre alguns aspectos importantes do poema: características (rima, versos e estrofes).

RECURSOS:
Livros de poemas e poesias, poemas e poesias xerocopiados, cartolina, papel Kraft, cola, canetinha, lápis de cor, giz de cera, tesoura, régua.
AVALIAÇÃO:
A avaliação será realizada através das produções individuais e coletivas dos poemas e das poesias, da responsabilidade e do interesse dos alunos em realizar as atividades propostas em sala de aula.


2º TRIMESTRE:
Lendas, Fábulas e Histórias Infantis.
Apresentação:
Este tema pretende fazer a ponte entre o lúdico, o imaginário com o conhecimento necessário para produzir novos saberes na área da leitura, da escrita e da produção oral.

OBJETIVO GERAL: Desenvolver momentos onde o aluno e seu professor, terão acesso a "belos contos de fadas, fábulas e lendas". Propiciando assim, de forma lúdica e dinâmica, experiências diversificadas, estimulando o gosto pela leitura, enriquecendo a criatividade, o imaginário e o conhecimento.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Ø  Conhecer diversas Histórias infantis;
Ø  Desenvolver hábitos de leitura;
Ø  Diferenciar lendas, fabulas e histórias infantis;
Ø  Utilizar a técnica de dramatizar e fazer recontos;
Ø  Oportunizar a criatividade, imaginação, humor, ilusionismo;
Ø  Desenvolver habilidades sociais;
Ø  Desenvolver o hábito de ouvir com atenção.
Ø  Enriquecer e ampliar o vocabulário;
Ø   Intervir, posicionar, julgar e modificar subvenções sociais;
Ø  Desenvolver o pensamento lógico e a rapidez de raciocínio;
Ø  Criar atitudes desejáveis;
Ø  Permitir a livre expressão. - Formulação dos Problemas: (Quais são as leituras que vocês preferem: gibis, livros de histórias, histórias em quadrinhos, poemas, etc.? Vocês sabem alguma história? Vocês lêem jornais ou revistas? Quais?)
Ø  Ampliar as possibilidades de movimentos;
Ø  Expressar-se por meio de desenhos, pinturas e colagens;
Ø  Ler, ainda que de forma não convencional;
Ø  Dramatizar histórias, por meio de expressões orais e dança;
Ø   Descrever cenários e personagens;
Ø  Identificar soluções de conflitos presentes nos contos;
Ø   Identificar títulos de histórias conhecidas;
Ø   Continuar histórias a partir de um determinado ponto;
Ø  Produzir textos, tendo o professor como escriba.


ESTRATEGIAS:

Ø  Fazer no quadro-negro ou em um cartaz uma lista, em ordem alfabética, dos contos tradicionais mais conhecidos pela turma.
Ø  Diariamente, reserve um tempo para ler com a classe as histórias escolhidas.
Ø  Escolha com o grupo uma das histórias e leve para a classe várias versões para ler com as crianças, destacando semelhanças e diferenças com relação a: tipo de texto organização do texto personagens que compõem a história seqüência em que se desenrola a trama tempo em que as histórias se desenvolvem cenários.
Ø  Discuta com o grupo algumas características e formas de organização dos contos.
Ø   Planejamento da escrita. Assegurar de que o tipo de texto que será produzido foi trabalhado em sala, com a discussão sobre a estrutura dos diálogos e a observação de todos os aspectos textuais. Proponha então a redação coletiva e individual de novas versões para um conto. Por exemplo: "Agora, que vocês já ouviram diversas versões sobre a história 'Os Três Porquinhos', crie a sua, mantendo os principais elementos dos textos lidos: personagens, estrutura narrativa etc."
Ø   Revisões dos textos coletivos em roda, destacando os elementos que exigem maior atenção.
Ø   Cruzadinhas, caça-palavras,jogos de forca ou stop utilizando variações que sistematizem dificuldades ortográficas, como o uso de x, ch, ç, ss, s.
Ø  Bingo de palavras pode envolver as que apresentaram mais erro.

Ø  Crie com a classe uma legenda para as correções de textos como erro de ortografia EX; #: erro de vocabulário,+ : erro de pontuação* : letra maiúscula
** : erro de acentuação. Exemplo: "Os porcinhos forão para o Egito, mas como não sabiam falar a língua (egitana) não podiam conversar +O mais velho, que se chamava *edu, teve uma **ideia que contou para o irmão do meio."
Ø  Revisão dos textos individuais em duplas, usando a legenda criada para correções.
Ø  Ilustrações para a nova versão do conto e a criação de um livrinho para ser lido por outras classes.
Ø   Apresentações das histórias: vídeo, aparelho de som, livros de literatura, CD,teatro,
Ø  Contação de histórias, fábulas e lendas no tapete, almofadões, aparelho de som com música suave, incenso, baú ou caixa grande de papelão enfeitada com brilho, estrelas, lua.
Ø  Fazer o reconto conjunto, interpretando a história;
Ø  Trabalhar o conceito de lendas, fábulas e história.
Ø  Traçar o perfil dos personagens principais;
Ø  Copiar o nome da história no caderno ilustrando-a.
Ø  Preparar material de artes para a dramatização das histórias como fantoches, máscaras, acessórios e objetos como a maçã da Branca de Neve, máscara do Lobo Mau, chapéu de Bruxa, varinha mágica da Fada, espelho mágico da Madrasta, Sapatinho da Cinderela, Caixinha com moeda de Dona Baratinha, Coroa do Príncipe Sapo, Fantoches dos Três Porquinhos, capa do Chapeuzinho Vermelho, rosa encantada da Fera, saquinho com as pedrinhas de Joãozinho, coroa de Princesa que caracterizam as histórias apresentadas.
Ø  Desenvolver atividades diversas utilizando diferentes recursos tecnológicos, como o Notebook e o Data Show;
Ø  Dramatização de histórias conhecidas, onde as crianças sejam as personagens;
Ø  Atividades diversas como: pintura, desenho, recorte colagem, confecção de fantoches (personagem das histórias contadas), dobradura e outros;
Ø   Roda de conversa com as crianças para discutir, trocar idéias sobre fatos e acontecimentos da história que acabou de ser contada;
Ø  Confecções de livros;
Ø  Confecções de um castelo utilizando materiais recicláveis;
Ø  Leitura individual;
Ø  Leitura em grupo;
Ø  Leitura silenciosa.
Ø  Sacola Era Uma Vez;
Ø  Mala Viajante;
Ø  Pesquisas em livros da Biblioteca e na internet por meio de sites pré – selecionados pelo professor.
Ø  Socializar as lendas na sala de aula, por meio de recontos;
Ø  Escolher por meio de votação as lendas preferidas dos alunos;
Ø   Elaborar um gráfico com o resultado da votação (aproveitar e trabalhar situações-problema em matemática);
Ø  Pedir aos alunos (em duplas) que reescrevam algumas lendas;

RECURSOS:
Notebook, internet;
TV, DVD, Data Show;
CD de histórias;
Tapetes;
Fantoches de diversos tipos;
TNT;
Cenário para apresentação de fantoches;
Lápis de cor, giz de cera, sulfite, canson, papéis coloridos, tinta guache, pintura a dedo, cola, tesoura e pincel.
Livros de fábulas, lendas e histórias infantis.
Materiais recicláveis entre outros.
AVALIAÇÃO:
Observar nos alunos e registrar em relatórios e planilhas os seguintes aspectos: interatividade, participação compartilhada, regras, disciplina, organização, trabalho em equipe, responsabilidade.

3º TRIMESTRE:
Parlendas, Trava-Línguas, cantigas de roda e Adivinhações
Apresentação:
Os trabalhos desenvolvidos com esses tipos textuais permitem o trabalho com a oralidade, o exercício com  a dicção, o treino da  pronúncia, o estímulo da criatividade e da rima, além do acesso a mais remota cultura popular. Os trava-línguas, as parlendas, as cantigas de roda e as adivinhas fazem parte das manifestações orais da cultura popular, são elementos do nosso folclore. O que faz as crianças repeti-los é o desafio de reproduzi-los sem errar. Entra aqui também a questão do ritmo, pois elas começam a perceber que, quanto mais rápido tentam dizer, maior é a chance de não concluir o trava-línguas. Esse tipo de poema pode ser um bom recurso para trabalhar a leitura oral, com o cuidado de não expor alunos com mais dificuldades. É nessa leitura que melhor se observa o efeito do trava-línguas, das parlendas e das adivinhações e, dependendo da atividade, passa a ser uma brincadeira que agrada sempre. As adivinhas, as cantigas de roda, as parlendas, as quadrinhas e os trava-línguas são antigas manifestações da cultura popular, universalmente conhecidas e mantidas vivas através da tradição oral. São textos que pertencem a uma longa tradição de uso da linguagem para cantar, recitar e brincar. A maioria deles é de domínio público, ou seja, não se sabe quem os inventou: foram simplesmente passados de boca a boca, das pessoas mais velhas para as pessoas mais novas

OBJETIVO GERAL: Valorizar textos folclóricos considerando-os como patrimônio cultural que deve ser preservado.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Ø  Estimular raciocínio e atenção;

Ø  Ler, recontar e ilustrar, lendas, par lendas, adivinhas;
Ø  Estimular a ampliar a linguagem oral;
Ø   Incentivar a escrita nas suas diversas modalidades; -
Ø  Estimular o ritmo, a criatividade e prazer pelo aprender brincando.
Ø  Desenvolver o processo de leitura e escrita através de atividades
Contextualizadas;
Ø  Favorecer a integração social do grupo;
Ø  Desenvolver a expressão artística e corporal;
Ø  Estimular o gosto pela leitura e a escrita;

ESTRATEGIAS:
Ø  Fazer um levantamento dos trava-línguas conhecidos pela turma;
Ø  Socializar os trava-línguas e organizar fichas de leitura de cada um deles;
Ø  Levar para casa as fichas com os trava-línguas para que possam ler;
Ø  Ler algumas adivinhas p/ turma, que tentam descobrir as respostas;
Ø  Organizar um campeonato de adivinhas na sala;
Ø  Representação de parlendas
Ø  Confecção de cartazes referente às parlendas trabalhadas
Ø  Promover pesquisas na internet.
Ø  Pesquisas sobre: trava-línguas, parlendas, adivinhações, charadas, canções conhecidos pela família;
Ø  Canto de músicas folclóricas (cantigas de ninar, cantigas de roda, desafios.)
Ø  Distribuir para a turma a parlenda/o trava-lingua/ as canções,escrita com letra impressa maiúscula, pois auxilia no reconhecimento das letras.
Ø  Ler para os alunos a parlenda e pedir para que a recitem.  É importante que a parlenda seja escrita em um papel craft e fique fixada na sala para que os alunos se familiarizem mais com o texto.
Ø  Solicitar aos alunos que identifiquem oralmente as palavras que rimam na parlenda. É importante explicar o significado de rimas (palavras com som igual ou muito parecido)
Ø  Escrever, por exemplo, a palavra DIA no quadro e pedir para que criem outras palavras que terminam com o mesmo som. À medida que forem dizendo, registrá-las no quadro e pedir para que comparem a grafia final das palavras.
Ø  Fazer desenho da parlenda/canção para colocar no mural da sala.
Ø  Atividades com reescrita das canções que também visam avançar no processo de alfabetização dos alunos. Leia os enunciados para os alunos, os oriente na resolução das questões e observe que relações estão estabelecendo entre os sons e as letras.

Ø  RECURSOS:

Ø  Cartolina, Papel oficio;Cola;Canetinhas;Lápis de cor;Papel kraft
AVALIAÇÃO:
O aluno será avaliado de acordo com o seu desempenho e participação nas atividades no decorrer do projeto

Nenhum comentário:

Postar um comentário